União das Freguesias de Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena

História

O termo Verderena já aparece citado em documentos do Séc. XV, bem como na Carta de D. Manuel I, de 16 de Janeiro de 1521, na qual é constituída a Vila do Barreiro.

... fazemos do dito local do Barreiro Vila e queremos que daqui em diante se chame Vila Nova do Barreiro e a tiramos e desmenbramos do termo da dita Vila de Alhos Vedros e lhe damos por termo assim como vai o caminho que vai do Lavradio direito às casas da Verderena; assim como vai o dito caminho e das ditas casas, assim como vai o caminho entestar na marinha de João Roiz, ficando a dita marinha e os moinhos de Gaspar Correia dentro do termo da dita Vila do Barreiro...

 

O crescimento da Verderena procede a par com os desenvolvimentos do Barreiro e do país. A zona pecuária e agrícola, bem como a actividade piscatória e a exploração das marinhas de sal, o transporte de todo o tipo de produtos para abastecimento não só da Capital como também das naus dos Descobrimentos, antecedem o grande crescimento industrial, a linha do caminho de ferro, a indústria corticeira, a Central Elétrica Bonfim, a Fábrica de Chocolates Tágides.